Notícias do mercado imobiliário

ENSINO: FESTA DE FORMATURA NO CANTEIRO DE OBRAS

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/tome-nota19-150x150.jpg" alt="tome nota" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                                Treze trabalhadores da construção civil participam de formatura do Ensino Fundamental nesta terça-feira, 31, no Mundi Consciente Square, empreendimento da Consciente Construtora e Incorporadora em andamento acelerado, no Setor Marista. Eles integram o Programa de Ensino de Jovens e Adultos, implantado na própria obra para incentivá-los a estudar após o expediente e recuperar o tempo perdido. Recentemente, o carpinteiro piauiense Luís Carlos Neves Nogueira, de 41 anos, compareceu, cheio de orgulho e emoção, à formatura do filho mais velho no curso técnico de agronomia. Casado e pai de cinco filhos, o operário sempre sentiu a falta que o estudo lhe fazia. “Meu sonho era formar em alguma coisa, então transmiti isso aos meus filhos”. Hoje, a situação será inversa. Serão os filhos e a esposa que estarão na plateia, a partir das 17 horas, aplaudindo Luís Carlos, que irá concluir o Ensino Fundamental. Ele, que criança teve de parar de estudar para ajudar a família a se sustentar, finalmente irá realizar o sonho que, durante um tempo, chegou a ser uma utopia. “Além da nossa situação ser difícil, para completar, não tinha escola perto de casa”, recorda-se. A formatura se dará no próprio canteiro de obras do Mundi Consciente Square, onde foi montada uma escola para atender aos trabalhadores depois da rotina de trabalho. Ele, que havia interrompido os estudos no 5º ano, participa das aulas desde 2010. A história de Luís Carlos ilustra o atual cenário da educação no Brasil: quase a metade da população brasileira não concluiu nem mesmo o Ensino Fundamental, a etapa básica nesta escala do conhecimento. São 49,25% que estão nesta situação, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na construção civil, o índice é ainda menor: somente 26,5% possuem esta escolaridade. “A formatura é uma vitória muito grande para eles, pois é muito difícil enfrentar uma rotina de trabalho pesada e ainda dedicar-se aos estudos”, diz o coordenador de responsabilidade social da Consciente Construtora e Incorporadora, Felipe Inácio Alvarenga, onde desde 2009 desenvolve-se o projeto Ensino Consciente. Para o presidente da Consciente, Ilézio Inácio Ferreira, a iniciativa das construtoras goianas vem fazendo a diferença para este público. “O crescimento profissional decorrente do processo de escolarização é apenas um dos benefícios. O que acontece é uma grande revolução na vida do indivíduo, uma repercussão em sua dignidade no sentido mais profundo da palavra”, considerou. O projeto da Consciente faz parte do Programa Ensino de Jovens e Adultos (EJA) do Serviço Social da Indústria (Sesi), que o desenvolve em parceria com empresas da construção civil e de outros segmentos. Desde sua implantação em 1965, mais de 190 mil alunos – só em Goiás – já foram atendidos. Em 2014, o programa realizou 11.356 matrículas, e, até fevereiro de 2015, foram realizadas outras 2.440 inscrições.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
09/10/2015

Últimas notícias