Notícias do mercado imobiliário

O FUTURO DA MINHA CIDADE: COMEÇA A DISCUSSÃO

<img class="attachment-266x266" style="text-align: justify;" title="tome nota" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2014/11/tome-nota24.jpg" alt="tome nota" width="266" height="177" />


<p style="text-align: justify;">                                                                  Goiânia, uma das cinco cidades que integram o projeto O Futuro da Minha Cidade, idealizado pela CBIC, deu início na última terça-feira, na sede do Sinduscon-GO, à discussão do planejamento do futuro da cidade.  A iniciativa visa a dar voz a quem realmente vive a cidade, que é o cidadão. O objetivo é  mobilizar a sociedade local para ser protagonista no futuro da cidade, criando soluções para a sustentabilidade urbana. Além de Goiânia, o projeto piloto, que já tem gerado resultados positivos em Maringá (PR), com experiências bem sucedidas que a tornaram referência na prática da gestão urbana, também será implantado em Joinville (SC), Porto Velho (RO), São Gonçalo do Amarante (CE) e Caxias do Sul (RS). Em Goiânia, , o projeto conta com apoio da Secretaria Municipal da Indústria e Comércio, OAB-GO e do Fórum Goiano da Habitação, composto pelo Sinduscon-GO, Ademi-GO e Secovi-GO. A ideia central é sensibilizar as principais lideranças do município sobre uma possível parceria entre a prefeitura e a sociedade para discutir estratégias que devem nortear o desenvolvimento sustentável de Goiânia para os próximos 20 anos. Este projeto só funciona se for uma iniciativa da sociedade, porque projetos de longo prazo desenvolvidos pelo poder público tendem a virar documento de gaveta ou de prateleira. Se ele for da sociedade,  ele permanecerá, porque a sociedade é a mesma e seus desejos continuam, destaca o consultor do projeto, ex-prefeito de Maringá Silvio Barros, um dos responsáveis pela execução, no município paranaense, do bem sucedido envolvimento da sociedade e do poder público no desenvolvimento de um plano de ação contínuo de gestão urbana.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
24/11/2014

Últimas notícias