Notícias do mercado imobiliário

ORÇAMENTO FEDERAL: “UMA ENCRENCA DE R$ 30,5 BILHÕES”

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/INFLA%C3%87%C3%83O-%C3%89-A-MAIS-ELEVADA-PARA-O-M%C3%8AS-DE-MAR%C3%87O1-150x150.jpg" alt="INFLAÇÃO É A MAIS ELEVADA PARA O MÊS DE MARÇO" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                             É assim como o jornal Correio Braziliense noticia na sua edição de hoje (1º/09) a decisão do governo federal de enviar ao Congresso projeto de Orçamento já com previsão de déficit para o exercício de 2016. E pontua, na chamada de 1ª página:</p>
Déficit no Orçamento eleva risco de o Brasil ser rebaixado. Dólar vai a R$ 3,63, Bolsa cai
Governo venderá imóveis, fará privatizações e aumentará impostos de eletrônicos e bebidas
Planalto cortará verba de Saúde, Educação e Previdência. Mínimo subirá para R$ 865,50
Diante da “encrenca”, o jornal O Estado de S. Paulo sintetiza os novos indicadores do cenário econômico do País:

Salário mínimo – Deve ser de R$ 865,50 em 2016, um reajuste de quase 10% em relação ao atual.
Inflação – Governo estima que atingirá 5,4% no ano que vem e só chegará ao centro da meta em 2017. Mercado trabalha com a previsão de 5,51%.
Previdência social – Déficit deve passar dos R$ 56,7 bilhões registrados no fim de 2014 para RS 88,9 bilhões no final deste ano e R$ 124,9 bilhões em dezembro de 2016.
PIB – Previsão de crescimento da economia foi reduzida para apenas 0,2% no próximo ano.
Arrecadação – Aposta do governo é obter R$ 10 bilhões a mais com concessões e R$ 11,3 bilhões com revisão de PIS/Cofins sobre informática e de IOF sobre bebidas e operações do BNDES.
Mercado – Moeda americana fechou a R$ 3,633, cotação mais elevada desde fevereiro de 2003. O Ibovespa encerrou o dia em baixa de 1,12%.







<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
27/11/2015

Últimas notícias