Notícias do mercado imobiliário

BEM POSICIONADO, MESTRE DE OBRAS COMEMORA SEU DIA

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/M%C3%83O-DE-OBRA-CARA-150x150.jpg" alt="MÃO DE OBRA CARA" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                                Eles não precisam ter curso superior, mas são indispensáveis numa obra de construção civil e ganham muito bem, em média R$ 5 mil por mês – segundo a agência de empregos Catho -, mais do que muitos diplomados. O mestre de obras, profissional que ganhou reconhecimento nos últimos anos devido ao crescimento do setor imobiliário, celebra o seu dia nesta quinta-feira, 19 de março, com as boas oportunidades que o mercado oferece à categoria. Em Goiás, mesmo com os índices brasileiros de emprego e desemprego em queda, há destaque para o setor de construção civil, de acordo com o relatório mensal apresentado em janeiro último pelo Instituto Mauro Borges de Estatística e Estudos Econômicos, com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Ao todo, foram criadas 714 vagas na área de construção civil, o que representa aumento de 0,78% de empregos formais do setor. Deste montante, cerca de 43% das vagas estão relacionadas à atividade de construção de edifícios. Entender de leitura de projetos, fiscalizar o andamento da obra, ter habilidade na liderança e equilíbrio psicológico para trabalhar sob a grande pressão dos cronogramas são qualidades exigidas deste profissional, observa o engenheiro Ariosto Moraes que, em seu dia a dia, seleciona candidados para o cargo da construtora onde trabalha, a FR Incorporadora. “Os gestores valorizam ainda mais quem possui estas habilidades emocionais”, afirma Ariosto. Para quem está de olho nas oportunidades, a Secretaria de Trabalho do SINE de Goiânia divulgou nesta semana que a formação para mestre de obras está na grade de cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que são gratuitos. Os cursos são um caminho para quem deseja conquistar este espaço no mercado de trabalho, mas a experiência continua sendo fundamental, lembra o engenheiro. “Os salários são altos porque as obras de grande porte necessitam de profissionais acima de 15 anos de experiência. Para se tornar um mestre de obra, é necessário passar por todas as funções da construção e conhecer muito bem esse universo”, completa Ariosto Moraes.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
07/10/2015

Últimas notícias