Notícias do mercado imobiliário

CONSTRUTORAS BUSCAM MAIS AGILIDADE PARA PROJETOS

<img class="attachment-266x266" style="text-align: justify;" title="CONSTRUTORAS BUSCAM MAIS AGILIDADE PARA PROJETOS" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2014/11/CONSTRUTORAS-BUSCAM-MAIS-AGILIDADE-PARA-PROJETOS-497x280.jpg" alt="CONSTRUTORAS BUSCAM MAIS AGILIDADE PARA PROJETOS" width="266" height="149" />


<p style="text-align: justify;">                                                                             Num ano de economia mais retraída, marcado por dois eventos importantes (Copa do Mundo e eleições) e com investidores mais desconfiados, o mercado imobiliário colocou o pé no freio. De janeiro a setembro, o número de lançamentos de novos empreendimentos em Goiânia e Aparecida foi 44% menor que no mesmo período do ano passado. As vendas continuaram, mas num ritmo menos acelerado, já que os estoques foram reduzidos em apenas 10% este ano, segundo pesquisa da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-GO). Ante esta abordagem em matéria veiculada na edição de hoje (29) do jornal O Popular, o presidente da Ademi, Renato Correia, registrou que o setor também está na expectativa da reestruturação do Departamento de Aprovação de Projetos da Prefeitura de Goiânia. Segundo ele, a expectativa é que a nova gestão consiga acelerar o processo, reduzindo a burocracia. Hoje, o processo é lento em todo o País, chegando a 18 meses, por causa do grande número de procedimentos. Esperamos a divulgação da nova metodologia até o fim do ano, acrescentou Renato, para em seguida lembrar que o grande pleito das construtoras é ter um centro integrado de aprovação, num mesmo espaço. O presidente da Ademi assegurou, no entanto, que as vendas têm se mantido aquecidas e a tendência é de valorização com os estoques menores, já que o preço em Goiânia está entre 25% e 30% abaixo da média brasileira. Os lançamentos devem voltar ainda este ano. Das 9 mil unidades disponíveis, só 20% estão prontas, o que corresponde a 3 meses de venda, completou Renato Correia.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
25/11/2014

Últimas notícias