Notícias do mercado imobiliário

CRÉDITO IMOBILIÁRIO IMPACTA GANHOS DA POUPANÇA

<img class="attachment-266x266" style="text-align: justify;" title="CRÉDITO IMOBILIÁRIO" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/01/CR%C3%89DITO-IMOBILI%C3%81RIO.jpg" alt="CRÉDITO IMOBILIÁRIO" width="228" height="221" />


<p style="text-align: justify;">                                                                A caderneta de poupança registrou em dezembro captação líquida de recursos pelo oitavo mês consecutivo. No mês, as entradas superaram os saques em R$ 5,428 bilhões, segundo dados do Banco Central. Em igual mês do ano anterior, a captação tinha sido de R$ 11,291 bilhões. Em 2014, a captação somou R$ 24,034 bilhões, depois do volume recorde de R$ 71,047 bilhões visto em 2013. O menor ímpeto dos depósitos tem relação com a inflação elevada e com o crescimento menos acentuado da renda média do trabalhador. Considerando o rendimento de R$ 3,571 bilhões registrado no mês passado, o patrimônio total da poupança avançou para R$ 662,727 bilhões. Os bancos que aplicam recursos da caderneta em crédito imobiliário mostraram captação líquida de R$ 4,775 bilhões no mês passado. As instituições que destinam recursos para o crédito rural registraram saída líquida de R$ 653 milhões. Mas se a captação da caderneta caiu drasticamente no ano passado, não foram instrumentos convencionais que atraíram os recursos dos investidores. Os certificados de depósitos bancários (CDB), por exemplo, registraram saída líquida de R$ 49,3 bilhões no acumulado de 2014, enquanto os fundos de investimentos tiveram saques superiores a ingressos em R$ 1,1 bilhão. Aparentemente, os recursos de quem tinha dinheiro para aplicar se concentraram em outros veículos, como letras financeiras, cujo saldo avançava 10,7% até novembro, a R$ 349,8 bilhões, além das letras atreladas ao crédito imobiliário e ao agronegócio. No caso das LCI, o estoque tinha até então incremento de 63%, a R$ 153,2 bilhões, enquanto as LCA avançaram 31,2%, a R$ 349,8 bilhões.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
15/01/2015

Últimas notícias