Notícias do mercado imobiliário

CUSTO DA CONSTRUÇÃO SOBE E PUXA ÍNDICE DA INFLAÇÃO

<img class="attachment-266x266" title="Economia crescente" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/01/Economia-crescente1.jpg" alt="Economia crescente" width="265" height="190" />


<p style="text-align: justify;">                                                                                O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,63% na primeira prévia de dezembro, de 0,51% no mesmo período em novembro, informa a Fundação Getulio Vargas (FGV). Houve aceleração nos três grupos que compõem o indicador - atacado, varejo e construção civil -, mas o índice registrou certa descompressão nos preços agropecuários, que vinham pressionando ainda mais a inflação medida pelo IGP-M. No atacado, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) - que tem peso de 60% dos IGPs - subiu 0,71% na primeira prévia do mês, de 0,65% na primeira leitura de novembro. A alta do IPA de preços agropecuários cedeu de 2,12% para 1,22%, enquanto a dos preços industriais subiu de 0,11% para 0,51%.  No varejo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) acelerou de 0,29% para 0,51% no período, com cinco de suas oito classes de despesa registrando taxas maiores.  A maior contribuição partiu do grupo alimentação (0,13% para 0,47%), em que hortaliças e legumes saíram de queda de 1,17% para alta de 4,62%. Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu de 0,16% para 0,41%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,35%. No mês anterior, a taxa foi de 0,33%. O índice que representa o custo da mão de obra registrou taxa de variação de 0,47% em dezembro. No mês anterior, este índice não apresentou variação.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
02/01/2015

Últimas notícias