Notícias do mercado imobiliário

EBM ENTRA 2015 COM PLANOS DE DOBRAR AS VENDAS

<img class="attachment-266x266" style="text-align: justify;" title="mercado imobiliário e as relações das construtoras com os bancos" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/01/mercado-imobili%C3%A1rio-e-as-rela%C3%A7%C3%B5es-das-construtoras-com-os-bancos.jpg" alt="mercado imobiliário e as relações das construtoras com os bancos" width="266" height="103" />


<p style="text-align: justify;">                                                                     A EBM Desenvolvimento Imobiliário inicia 2015 com projeção de crescimento. O objetivo é mais que dobrar o volume de vendas, rumo a um patamar de R$ 500 milhões. Para tanto, a empresa planeja lançar oito empreendimentos em Goiânia e Distrito Federal e entrar no mercado de Anápolis, lançando na cidade um residencial. Para Goiânia estão previstos seis empreendimentos, outros dois no Distrito Federal e um em Anápolis. Em 2014, a EBM lançou quatro empreendimentos, todos em Goiânia: DNA SmartStyle, Gran Finestra LifeStyle, OpenHouse LifeStyle e Parque América. Além disso, por meio do braço de urbanismo da empresa, a EA3, deverá focar nos loteamentos, com lançamentos previstos para Aparecida de Goiânia, Anápolis e Araguaína. No ano passado, a EBM manteve o desempenho financeiro do ano anterior, mas neste ano o objetivo é crescer, apesar das perspectivas negativas para a economia, afirma o presidente da empresa, Elbio Moreira. Vivenciamos em 2014 um ano de poucos lançamentos e queda na velocidade de vendas em Goiânia e, principalmente, em Brasília, o que representará uma oportunidade de crescimento para 2015, visto que temos equipe capacitada, temos caixa e temos produto em estoque e a ser lançado, adianta o empresário. A projeção da EBM (e também da Ademi) é otimista para 2015, principalmente porque a expectativa é de que os imóveis continuarão em valorização em todo o País, especialmente em Goiânia e Região Metropolitana, que praticam um dos preços mais baixos no mercado imobiliário brasileiro: R$ 4.403,41 em média. Dados da pesquisa Ademi-GO/Grupom mostram que o imóvel continua em valorização e permanece proporcionando mais rentabilidade dos que outras aplicações. De janeiro de 2010 a novembro de 2014, a valorização média do imóvel foi de 54,8%, acima dos rendimentos como poupança (37,7%) e arroba do boi (31,5%). A inflação pelo IGP-M ficou em 35,8% no período.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
15/01/2015

Últimas notícias