Notícias do mercado imobiliário

EM REALIZAÇÃO A 2ª SEMANA DE ECOLOGIA DE GOIÂNIA

<img class="attachment-post-thumbnail size-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-150x150.jpg" sizes="(max-width: 150px) 100vw, 150px" srcset="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-150x150.jpg 150w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-100x100.jpg 100w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-90x90.jpg 90w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-80x80.jpg 80w" alt="tome nota" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                               A 2ª Semana da Ecologia Urbana de Goiânia está em realização até o próximo dia 18 em diferentes locais da Capital, propondo uma série de atividades gratuitas para discutir a cidade e o modo como os moradores se aproximam dela. Entre os participantes está a jornalista Natália Garcia criadora do projeto Cidades para Pessoas e que tem percorrido o Brasil e o mundo observando, escutando e contando histórias de transformações urbanas bem sucedidas. O objetivo da Semana é contribuir, cultural e tecnicamente, para: Compreendermos sobre o ecossistema das cidades, que engloba ambiente construído, pessoas e natureza; Aprendermos a trabalhar com a natureza para adaptação às mudanças climáticas e à escassez de recursos naturais; Promover uma cultura de cidadania, tolerância e apropriação dos espaços públicos; Promover o uso de meios de transporte coletivos e não motorizados; Melhorar a resiliência urbana de Goiânia aprimorando sua capacidade de contornar e se adaptar às consequências das mudanças climáticas e outros desafios da atualidade. O evento é organizado pela Sobreurbana, startup de intervenções urbanas. A Sobreurbana tem trabalhado ativamente na requalificação de espaços públicos de Goiânia, é responsável pelos primeiros parklets e tem conduzido expedições urbanas e outras atividades que promovem a descoberta e apropriação da cidade pelos seus residentes, assim como a promoção da cultura urbana.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
07/07/2016

Últimas notícias