Notícias do mercado imobiliário

ENDIVIDAMENTO AFETA 55 MILHÕES DE BRASILEIROS

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/GOVERNO-TEM-D%C3%89FICIT-PRIM%C3%81RIO-DE-R-74-BI-EM-FEVEREIRO-150x150.jpg" alt="GOVERNO TEM DÉFICIT PRIMÁRIO DE R$ 7,4 BI EM FEVEREIRO" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                               A matemática de consumir movido pelo crédito, fácil e caro, pode levar o consumidor para a inadimplência e até ao superendividamento, aquela dívida que nem se dispusesse de toda sua renda mensal a família conseguiria quitar, que tira o sono e transforma a euforia do consumo em tormenta. Indicadores econômicos mostram que o comprometimento da renda do brasileiro está em patamar crescente, avançando junto com a alta das taxas de juros e encarecimento do crédito. Mecanismos para que os endividados possam colocar a vida financeira em dia, renegociando com o credor, são uma luz no fim do túnel e já estão ganhando fôlego em vários Estados brasileiros, sendo também alternativa para revisão Código de Defesa do Consumidor (CDC). Indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) mostra que, em março, 54,7 milhões de brasileiros estavam endividados, 2,2 milhões a mais que em março do ano passado e cerca de 900 mil brasileiros a mais do que em fevereiro. Desse percentual, 71% (38,8 milhões) têm dívidas vencidas há mais de um ano. A inadimplência dos consumidores em março avançou 3,76% frente a 2014, o percentual que estava estável e que voltou a ganhar fôlego a partir de meados do ano passado. “O percentual é preocupante porque mostra que essas pessoas estão em sérias dificuldades para quitar os seus compromissos. Negativadas, elas deixam de consumir”, observa Flávio Borges, gerente financeiro do SPC Brasil. Segundo ele, as dívidas de valores menores são quitadas em até 90 dias e aquelas de maior valor geralmente constituem o percentual atrasado há mais de um ano.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
10/10/2015

Últimas notícias