Notícias do mercado imobiliário

FGTS ELEVA TETO DE IMÓVEL QUE SE ENQUADRA NO PMCMV

<img class="attachment-post-thumbnail size-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/FGTS-150x150.jpg" sizes="(max-width: 150px) 100vw, 150px" srcset="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/FGTS-150x150.jpg 150w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/FGTS-100x100.jpg 100w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/FGTS-90x90.jpg 90w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/FGTS-80x80.jpg 80w" alt="FGTS" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                            O Conselho Curador do FGTS aprovou ontem (27) a elevação do teto do imóvel que pode ser comprado no âmbito da terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida para as faixas de renda 2 e 3, assim como o valor máximo do subsídio. O valor do teto do imóvel não era atualizado desde 2012. Para as regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste, esse teto corresponde a R$ 180 mil. Nas cidades com menos de 20 mil habitantes, o teto do imóvel é de R$ 90 mil. Foi também aprovado pelo Conselho Curador o valor do imóvel que pode ser enquadrado na faixa 1,5 do programa. Nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, o preço do imóvel é de até R$ 135 mil. Já para as cidades da região Sul, Espírito Santo e Minas Gerais esse valor foi fixado em R$ 125 mil; Centro-Oeste (com exceção do DF), Norte e Nordeste, R$ 120 mil. Nessa modalidade, o subsídio máximo será de R$ 45 mil e a taxa de juros de 5% ao ano.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
01/08/2016

Últimas notícias