Notícias do mercado imobiliário

GOIÂNIA ESTÁ ENTRE AS CINCO CIDADES COM MAIOR NÚMERO DE CONDOMÍNIOS HORIZONTAIS NO BRASIL

Uma pesquisa realizada pela Brain para a Associação dos Desenvolvedores Urbanos do Estado de Goiás (ADU-GO), divulgada em outubro de 2018, apontou que 82% dos goianienses manifestam preferência por morar em casas.  Já na região metropolitana esse percentual aumenta, detendo uma participação de domicílios compostos por casas em média 99,5% sobre o total. Essa predileção por moradias horizontais fez surgir em Goiânia um forte movimento de desenvolvimento dos condomínios horizontais. A capital goiana, segundo levantamento da ADU, é uma das cinco cidades brasileiras e a primeira no Centro-Oeste com maior número de empreendimentos com essa tipologia. Dos 362 condomínios horizontais que existem no Estado, 255, ou seja, mais de 70% estão na Grande Goiânia, conforme dados da Associação.

A grande demanda pelos residenciais horizontais se deve ao fato desse tipo de empreendimento estar em consonância com a cultura do goiano, que valoriza o contato com terra, mas havia migrado para os edifícios por causa da insegurança nas cidades. “Os condomínios horizontais se consolidaram, então, por promover a segurança e o lazer dos moradores, aliado à maior liberdade e segurança de se morar em uma casa”, avalia Paulo Toledo, CEO da Cia Inteligência Imobiliária, empresa com atuação nacional no segmento.

De olho nessa preferência do público goianiense pelas moradias horizontais, o Grupo Toctao reservou para uma das áreas mais centralizadas da região Sudeste de Goiânia, na saída da GO-020, o projeto de design urbano do Plateau d’Or, condomínio horizontal que adotará os mais modernos conceitos urbanísticos adotados no mundo, como walkability e placemaking, desenvolvido pela Broadway Malyan, escritório inglês de arquitetura mundialmente premiado por trabalhos realizados em vários países, como Reino Unido, Estados Unidos, Portugal, em Abu Dhabi nos Emirados Árabes e em Cingapura.

A área de 1,6 milhões de m² destinada para o empreendimento está localizada na região Sudeste de Goiânia, na saída da GO-020 para Bela Vista.  Na última semana, arquitetos e formadores de opinião conheceram em detalhes os conceitos aplicados no condomínio, que contará com o total de 661 lotes, de medidas de 525 m² a 1.200 m², distribuídos em duas áreas residenciais com duas grandes reservas naturais, além de uma centralidade na área externa, aberta ao público. Para a construção do condomínio horizontal, os investimentos anunciados pelo grupo são da ordem de R$ 100 milhões.

Dentro do condomínio, a manutenção e proteção das matas se integram ao conceito proposto pelo projeto, onde o índice de massa verde será de 231m² por habitante, bem maior do que a média da atual da capital, de 94m2 por habitante – que já posiciona Goiânia como a cidade com 2º maior índice de área verde por habitante do mundo conforme o levantamento da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), ficando atrás somente da cidade de Edmonton, no Canadá.

O diretor do Grupo Toctao, engenheiro Maurício Menezes, explica que as áreas de mata integradas ao complexo urbanístico contarão com várias formas de acesso sustentável (caminhos e ciclovias) proporcionando ao usuário a possibilidade de desfrutar do convívio com toda a riqueza natural da biodiversidade local, ao mesmo tempo em que será garantida a salvaguarda destas áreas. “As áreas de proteção permanente receberam a devida atenção como forma a garantir a preservação e a convivência sustentável, tendo o grupo empreendedor, inclusive, realizado completo Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA)”, informa. 

Além disso, uma via verde será implantada para favorecer a convivência e o caminhar dos moradores. Com 16 metros de largura e quase dois quilômetros de extensão, atravessará a extensão dos dois condomínios com árvores, paisagismo, bancos, uma via para pedestres e uma ciclovia.

Para o lazer, os moradores contarão também com quadras de tênis, areia, campo gramado, playground infantil, pet park, além de fitness equipado com piscina coberta para área de esportes, área de musculação, ergonomia, pilates e reabilitação.

A sustentabilidade é uma orientação constante do projeto do Grupo Toctao, que tem a prática como um de seus valores, possuindo inclusive a certificação ambiental ISO 14001:2004. “Ainda mais nesta área tão singular, que é cercada por duas matas e situada entre dois importantes cursos de água, o Córrego Gameleira e o Buriti, afluentes do Rio Meia Ponte”, assegurou Maurício. O projeto prevê interferências mínimas no ambiente natural, respeitando-se a topografia do terreno; além de contar com a implantação de soluções visando privilegiar a permeabilidade do solo e trazer tecnologias para se economizar os recursos naturais.

Centralidade

Outra proposta do projeto visa solucionar a rotina desafiadora de quem vive nos condomínios horizontais. Apesar da excelente qualidade de vida, normalmente contam com poucos serviços em suas imediações e obrigam os moradores a percorrer trajetos mais longos diariamente. Para solucionar a questão, o projeto Plateau d’Or inclui uma centralidade de negócios, aberta ao público, com mais de 180.000m², aberta ao público dos condomínios vizinhos.

“O que pretendemos é desenvolver uma nova centralidade – um polo de negócios, lazer, educação e bem-estar, contando com serviços essenciais a fim de diminuir as distâncias e tempo gastos em tarefas essenciais do nosso dia a dia”, pontua Maurício Menezes, ao lembrar um modelo semelhante é adotado no Central Park, em Nova Iorque. Segundo ele, a centralidade está sendo desenvolvida como um “hub humano” pautado em cinco pilares focados nas áreas educacional, saúde, serviços, comércio e cultura.

O masterplan da centralidade está projetado em cinco pilares: educação, saúde, serviços, comércio e cultura. Duas escolas de nível fundamental e médio já estão confirmadas, além de um heliporto.

Assinaturas

Além da Broadway Malyan, o Plateau d’Or conta também com uma equipe de projetistas consagrados, entre eles o arquiteto e urbanista, Luiz Fernando Teixeira, que foi coordenador da elaboração do Plano Diretor de Goiânia e também o de Palmas. O paisagismo será assinado pelo escritório Barbieri + Gorski, de São Paulo.

O marco de entrada do condomínio é assinado do arquiteto mineiro Gustavo Penna, que possui trabalhos expostos e reconhecidos no Brasil e no mundo, como: o Monumento à Liberdade de Imprensa, em Brasília (DF); o Memorial da Imigração Japonesa, em Belo Horizonte (MG); os museus de Sant’ Ana, em Tiradentes (MG)  e Regina Mundi, em Caeté (MG), o novo Estádio do Mineirão, na capital mineira; e da Escola Guignard, também em Belo Horizonte, considerada uma das 30 obras mais relevantes da arquitetura no Brasil.

Grupo Toctao

Com 23 anos, o Grupo Toctao atua em todo o país nas áreas de desenvolvimento urbano, prestação de serviços de engenharia, construção e incorporação imobiliária, geração de energia elétrica, planejamento e tecnologia e soluções financeiras. O grupo tem em seu portfólio empreendimentos e obras de diferentes portes e segmentos, como condomínios fechados, bairros planejados, loteamentos abertos, shoppings centers, usinas hidrelétricas, obras industriais, complexos esportivos e de lazer, centros educacionais, prédios comerciais e residenciais, entre outros.

Com a visão pautada pelo equilíbrio entre a geração de benefícios econômicos e a sustentabilidade, para manter o alto padrão de qualidade de seus empreendimentos e eficácia no gerenciamento e execução de suas obras, a empresa possui um sistema de gestão integrado baseado nas normas ISO 9001 (gestão da qualidade), ISO 14001 (gestão ambiental) e OHSAS 18001 (saúde e segurança do trabalho) com escopo em execução de obras de edificações.

Fonte: Assessoria


11/07/2019 Fonte: Assessoria

Últimas notícias