Notícias do mercado imobiliário

LIMITE PARA OS GASTOS PÚBLICOS É PROPOSTO NO ENIC

<img class="attachment-post-thumbnail size-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-150x150.jpg" sizes="(max-width: 150px) 100vw, 150px" srcset="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-150x150.jpg 150w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-100x100.jpg 100w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-90x90.jpg 90w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/05/tome-nota-80x80.jpg 80w" alt="tome nota" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                                   O painel “Reformas necessárias para o crescimento sustentado do Brasil”, no último dia do 87º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC 2015), na sexta-feira, 25/09, em Salvador, na Bahia, foi apresentado pelo senador Walter Pinheiro (PT/BA), pelos deputados Antônio Imbassahy (PSDB/BA) e Carlos Marun (PMDB/MS), e pelo presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins. O jornalista Valdo Cruz foi o mediador do debate, que girou em torno da crise política e econômica do País e de medidas para a retomada do crescimento. O presidente da CBIC, José Carlos Martins, agradeceu aos parlamentares pela coragem de estarem no evento, representando os três principais partidos políticos brasileiros, e lançou para discussão a proposta da entidade para ajudar o País a sair da crise. “A bala de prata é óbvia: limitar os gastos públicos. Propomos uma lei de iniciativa popular que impeça esses gastos quando o orçamento e as constas públicas registrarem déficit”, explicou. O projeto aperfeiçoa a Lei de Responsabilidade Fiscal. Os três parlamentares presentes concordaram com o projeto da CBIC e fizeram suas avaliações sobre o cenário atual do País, destacando algumas medidas urgentes para superar o momento de desequilíbrio e voltar a crescer. Para o deputado federal Carlos Marun, “há muito governo para pouca economia”. Para ele, é necessária a modernização das relações de trabalho e de uma nova lei de licitação. O senador Walter Pinheiro declarou que o governo federal errou na condução do governo e na ausência para o enfrentamento da crise. Ele ressaltou ser fundamental a realização de ajustes no sistema previdenciário, nas regras do seguro desemprego, na redução da carga tributária, além da importância da interação com o Legislativo. “O governo precisa ouvir e interagir”, comentou. O deputado federal Antonio Imabassahy chamou a atenção para a fase mais dramática da crise, o desemprego, e criticou a reforma ministerial proposta pela presidenta Dilma. Segundo o parlamentar, o Executivo está pedindo indicações de deputados, mas ele ressalta que são precisos nomes técnicos que possam realizar reformas estruturantes, indispensáveis para a retomada do crescimento do País. “Obrigado, Àse”. Assim o 87º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC 2015) despediu-se dos participantes do evento, na noite do dia 25, em Salvador. A festa foi animada por Armandinho e Carla Visi, além da apresentação do DJ Sankofa e da participação especial dos Filhos de Gandhy, que levou a todos o seu Axé e afoxé. Até o próximo ENIC, em Foz do Iguaçu (PR), no ano que vem!</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
21/06/2016

Últimas notícias