Notícias do mercado imobiliário

MERCADO DE IMÓVEIS: MÊS DE FEVEREIRO SURPREENDE

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/tome-nota22-150x150.jpg" alt="tome nota" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                                             Fevereiro surpreendeu com relação às vendas de apartamentos novos por parte das construtoras em Goiânia. O mês teve um número menor de dias úteis em função do Carnaval, entretanto, houve um crescimento de 11,9% na quantidade de unidades vendidas em relação a fevereiro de 2014. O bom desempenho dos últimos 12 meses também foi observado se considerados os últimos 48 meses, quando em fevereiro de 2012 foram vendidas 618 unidades contra as 882 unidades comercializadas em fevereiro de 2015, resultando numa evolução de 42,7% nesses 48 meses. Outra surpresa para o mês de fevereiro foi o crescimento do valor do metro quadrado vendido, passando de R$ 3.793,50 em fevereiro de 2014 para R$ 4.186,13 em 2015, um aumento de 12,4%, demonstrando que os preços de venda e valorização estão bem acima dos índices de inflação no mesmo período. Analisando os últimos quatro anos (2012/2015) tem-se um aumento de 28,8% no preço do metro quadrado das unidades vendidas. Outro fato importante que ocorreu nas vendas do mês de fevereiro de 2015 em relação ao observado em fevereiro de 2014 foi o aumento do tamanho das unidades vendidas, que passou de 87,03 metros quadrados de área privativa em 2014, para 90,38 metros quadrados em 2015. Houve, portanto, um aumento de 3,6% no tamanho dos apartamentos adquiridos no mês de fevereiro. Os dados são da pesquisa Ademi/Grupom relativa ao mês de fevereiro de 2015. Esta pesquisa do mercado imobiliário de Goiás é realizada pela Grupom Consultoria e Pesquisa desde 2004. Nela são consultadas 197 empresas construtoras, com 987 empreendimentos/tipologias com exclusividade para a Ademi-GO. Os dados coletados compreendem somente unidades vendidas efetivamente e os respectivos contratos assinados.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
10/10/2015

Últimas notícias