Notícias do mercado imobiliário

MONTEIRO: CORTES NÃO PODEM AFETAR COMPETITIVIDADE

<img class="attachment-266x266" style="text-align: justify;" title="tome nota" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/01/tome-nota28.jpg" alt="tome nota" width="266" height="177" />


<p style="text-align: justify;">                                                                         O novo ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, afirmou ontem (7), no seu primeiro discurso como titular da pasta, que os cortes de gastos em curso pelo governo não podem paralisar a promoção da competitividade do País. Apesar de reconhecer as limitações que o ajuste fiscal impõe, ele propôs um plano que contemplará desoneração de exportação e investimentos, facilitação de financiamento e outras medidas de melhorias tributárias com pequeno impacto fiscal, que chamou de arrojado plano nacional de exportação. É preciso encontrar espaços para, em meio a essas restrições, impulsionar e dar absoluto sentido de urgência a essa agenda. Se não avançarmos na agenda de reformas, mesmo após o período de reestabilização, estaremos condenados a crescer pouco, afirmou o novo ministro, que já foi presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo o ministro Armando Monteiro, o plano será acertado com outros setores do governo e apresentado nos próximos dias. O objetivo é conferir novo status ao comércio exterior. Monteiro defendeu também uma política de comércio exterior mais ativa, ampliando os acordos comerciais com parceiros estratégicos, sobretudo com o Mercosul, os Estados Unidos, a China e outros países da América do Sul. O novo ministro voltou a falar em maior interlocução com o setor privado, que classificou como grande protagonista na economia brasileira. A escolha dele pela presidente Dilma Rousseff foi estratégica para fortalecer esse laço do governo com empresas, abalado nos últimos anos.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
15/01/2015

Últimas notícias