Notícias do mercado imobiliário

RECUA O ÍNDICE DE CONFIANÇA DE SERVIÇOS NO PAÍS

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/Cni-aponta-queda-no-faturamento-da-industria-150x150.jpg" alt="Cni aponta queda no faturamento da industria" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                                      O Índice de Confiança de Serviços (ICS) recuou 2,9% na passagem de junho para julho, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas. Com o resultado, o ICS saiu de 80,7 pontos para 78,4 pontos no período, renovando o mínimo histórico na série, iniciada em junho de 2008. A queda, de 2,9%, foi a sexta este ano – desde janeiro, apenas em abril houve melhora na confiança. “Ao início do segundo semestre, as expectativas voltam a piorar, sugerindo a continuidade da fase de queda no ritmo de atividade do setor. Entre os fatores que vêm afetando negativamente os serviços estão o enfraquecimento do mercado de trabalho – e a consequente queda da massa de salário -, a redução da demanda empresarial, a alta da inflação e a diminuição da confiança do consumidor”, diz o economista Silvio Sales, consultor da FGV, em nota. Ao todo, sete das 12 atividades investigadas tiveram recuo na confiança na passagem do mês. O resultado geral foi determinado pelas expectativas. Em julho, o Índice de Expectativas (IE-S) caiu 7,1%, para 97,4 pontos, após recuo de 2,4% em junho. Já o Índice de Situação Atual (ISA-S) teve alta de 4,8%, para 59,4 pontos, após avanço de 8,0% na mesma base de comparação. A confiança de serviços já havia atingido um mínimo histórico em junho, com a queda de 4,5% em relação a maio. O resultado anunciado nesta terça-feira completa uma sequência de três quedas no índice. A coleta de dados para a edição de julho da sondagem foi realizada entre os dias 3 e 23 deste mês.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
11/11/2015

Últimas notícias