Notícias do mercado imobiliário

REGRAS DE OURO PARA O MELHOR TRABALHO DO CORRETOR

<img class="attachment-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2015/10/tome-nota22-150x150.jpg" alt="tome nota" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                                            Em momentos de crise, a atmosfera de desânimo costuma contaminar pessoas. Antes mesmo de ela acontecer, trabalhadores e empresários geralmente congelam projetos e anseios, focados na contenção de gastos por precaução. O consumidor deixa de comprar, o empresário deixa de empregar, o dinheiro deixa de circular. Com isso, a economia se contém de fato, o desânimo aumenta e tem início um ciclo vicioso. Superar a crise implica romper essa lógica, a partir da mudança de comportamento, na visão do coach e consultor imobiliário capixaba Guilherme Machado, que vem a Goiânia nesta terça-feira, dia 2, para palestra no Teatro Madre Esperança Garrido. Em dois momentos, pela manhã (8h) e à noite (18h), ele estará compartilhando suas experiências com corretores de imóveis. A entrada será gratuita para profissionais com registro no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), mediante confirmação prévia na Queiroz Silveira Incorporadora, promotora do evento. “A crise existe, eu não a nego, mas eu, simplesmente, a atropelo, eu escolho não participar dela”, diz, enfático. O especialista é conhecido nacionalmente como “corretor quebra regras” e um apaixonado pela profissão – inclusive tatuou no braço a frase “amo ser corretor”. Durante sua palestra, irá apontar o caminho para que a plateia aprenda a trabalhar com sucesso na adversidade. Suas mensagens são voltadas ao mercado imobiliário, mas são úteis para profissionais de todas as áreas. “A mudança tem que ser de dentro para fora, deve alterar crenças limitantes. Vender é uma ciência do relacionamento, o sucesso vai vir quando o profissional entender que a venda em si não deve ser o foco, mas os anseios das pessoas”, diz. Guilherme Machado lembra que, ao mesmo tempo que existem fatores de desaceleração da economia, há sempre aspectos positivos acontecendo. O fundamental, considera, é que os profissionais se ‘energizem’, e foquem nos aspectos que têm a seu favor. No mercado imobiliário, além do déficit habitacional, o volume de casamentos e divórcios no Brasil cria uma demanda intensa e contínua pela aquisição de um lugar para morar.</p>






<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
26/10/2015

Últimas notícias