Notícias do mercado imobiliário

SP: QUEDA NA VENDA DE IMÓVEIS NOVOS CHEGA A 50,1%

<img class="attachment-post-thumbnail size-post-thumbnail" src="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Taxas-150x150.jpg" sizes="(max-width: 150px) 100vw, 150px" srcset="http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Taxas-150x150.jpg 150w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Taxas-100x100.jpg 100w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Taxas-90x90.jpg 90w, http://evoimoveis.com.br/wp-content/uploads/2016/06/Taxas-80x80.jpg 80w" alt="Taxas" width="150" height="150" />


<p style="text-align: justify;">                                               As vendas de imóveis novos caíram 13,3% na capital paulista, no mês de setembro, aponta pesquisa divulgada hoje, 10, pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). Foram comercializadas 1.392 unidades residenciais novas ante 1.606 vendidas em agosto. Na comparação com setembro do ano passado, a queda foi muito maior: 50,1%. Naquele período foram comercializadas 2.787 unidades. Segundo o Secovi-SP, essa forte oscilação tem relação com a base de comparação, porque setembro de 2014 foi o terceiro melhor mês em termos de vendas e lançamentos no ano passado.</p>
No acumulado de janeiro a setembro deste ano, foram comercializadas 13.698 unidades, com variação negativa de 4,7% comparado ao mesmo período de 2014, que totalizou a venda de 14.374 unidades. No período de 12 meses – outubro de 2014 e setembro de 2015 – foram vendidas 20.900 unidades, variação de -5,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foram vendidas 22.102 unidades.

O levantamento mostra ainda que, há dois meses, os imóveis de dois dormitórios mantiveram a liderança das vendas, com 44% do total comercializado (612 unidades), seguidos pelos imóveis de um dormitório, com 24,6% (343 unidades), de três dormitórios, com 23,9% (333 unidades), e de quatro ou mais dormitórios, com 7,5% (104 unidades).

De acordo com o Sindicato da Habitação, havia na cidade de São Paulo no fim de setembro 26.195 unidades disponíveis para venda, o menor volume do ano. A maior quantidade de imóveis ofertados se referia a dois dormitórios, com 9.224 unidades. Havia oferta de 8.136 imóveis de um dormitório, de 6.747 unidades de três dormitórios e de 2.088 unidades de quatro ou mais dormitórios. A oferta é composta por imóveis na planta, em construção e prontos, lançados nos últimos 36 meses.







<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
15/08/2016

Últimas notícias