Notícias do mercado imobiliário

VENDA DA CELG TENDE A FICAR PARA 1º TRIMESTRE DE 2016


<p style="text-align: justify;">                                                                          O governador Marconi Perillo se reuniu ontem (25) em Brasília com o ministro de Minas e Energia Eduardo Braga para discutir a desestatização da Celg D. Segundo o governador, o encontro foi uma oportunidade para discutir as etapas já definidas, as perspectivas do mercado e sobre os pretensos compradores. A expectativa é de que o leilão seja realizado no primeiro trimestre de 2016. O leilão da Celg D estava previsto inicialmente para ser realizado este mês. Depois, foi adiado para dezembro. A Secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão, que participou da reunião, considera a conjuntura propícia para que a venda seja bem sucedida. Um bom sinal – opinou – foram os leilões de hidrelétricas realizados ontem pela Aneel.</p>
“Os leilões foram um sucesso e isso demonstra para nós o apetite do mercado, o que nos dá a confiança em que o leilão da Celg será um grande sucesso, um diferencial”, avaliou. Outro indicativo positivo, ainda de acordo com a secretária, é a expansão econômica do Estado, sempre acima da média nacional. Ela ressaltou que uma venda como a da Celg deve ser analisada com a visão em longo prazo. E, nesse aspecto, o futuro de Goiás é auspicioso. Pela resolução de privatização, o valor mínimo da Celg D é de R$ 5,8 bilhões.

Ainda ntem, no leilão de usinas organizado pelo governo federal, a Celg Geração e Transmissão venceu a disputa com o Consórcio Juruena pelo lote A, que corresponde à Usina de Rochedo, localizada no município goiano de Piracanjuba, a única concorrência do leilão, e manterá o ativo. Para tanto, pagará R$ 15,8 milhões ao governo.







<strong>Fonte: www.ademigo.com.br</strong>
14/10/2016

Últimas notícias